Manor promete evolução ao longo da temporada

Dave Ryan, diretor de corrida da Manor, admite que a equipe esperava começar 2016 mais à frente no pelotão da Fórmula 1, mas insiste que a equipe tem recursos para sair da última fila.

“Acho que é justo dizer que não estamos exatamente onde esperávamos, mas vou qualificar isso”, declarou Ryan ao site ‘Autosport’. “Nós ficaríamos no final do grid de qualquer maneira (na Austrália). As expectativas eram mínimas”.

“Creio que poderíamos ter andado em 14º, 16º, o que seria uma posição respeitável, mas não foi o que aconteceu. Pelo menos ficamos colados na traseira do grid, e não distantes”.

Ryan está convencido de que a equipe possui os meios e a capacidade para diminuir essa diferença.

“Estamos em uma ótima posição, muito melhor do que no passado”, acrescentou ele. “Há um grande desejo de andar bem e recursos disponíveis para melhorar em muitas áreas”.

“Sabemos quais são nossos pontos fracos nos quais precisamos trabalhar, mas você não pode entrar em uma loja e comprar isso. É necessário criar em casa ou investir muito tempo em busca das respostas corretas. Não há soluções rápidas, mas eu as reconheço”.

“Podemos ver exatamente onde investir tempo e dinheiro para melhorar nossos processos, e não pudemos fazer isso no passado. A equipe fez um trabalho fantástico só por estar competindo, considerando tudo o que aconteceu. Agora, precisamos melhorar, temos de merecer o direito de estar aqui. Nós sabemos disso”, concluiu o dirigente da Manor.