Lowe: “Hamilton tem a velocidade de Senna, mas não a maldade”

Lewis Hamilton tem a velocidade e o talento de seu ídolo da Fórmula 1, Ayrton Senna, mas sem a “maldade” do brasileiro, afirmou Paddy Lowe, que trabalhou com ambos.

Hamilton igualou o recorde de Senna de 65 poles no GP do Canadá do último fim de semana e recebeu um dos capacetes do brasileiro da família de Senna em reconhecimento a essa conquista.

Lowe, chefe da Williams, trabalhou com Senna na McLaren em 1993 e muito tempo ao lado de Hamilton, na primeira McLaren e na Mercedes.

Perguntado se ele acreditava que Hamilton é tão rápido quanto Senna, Lowe disse: “Sim. Sem dúvida.

“Aqueles grandes pilotos conseguem fazer uma volta extraordinária e acho que vimos isso com Lewis (com a pole de Montreal).

“Provavelmente nas estimativas e simulações da Mercedes, esse tempo nem estava no carro.

“Eles não tinham nos gráficos.

“Eles achavam que a Ferrari iria vencer, e então você vê que Lewis vai lá e realmente ‘cava’ profundamente.

“Esses pilotos não conseguem fazer isso todos os sábados (referindo-se as qualificações), mas, de vez em quando, quando precisam de algo realmente extraordinário eles produzem uma volta dessas, de que lugar da Terra veio isso?

“Lewis é certamente um que pode fazer isso e Ayrton foi certamente um que fez isso.”

Mas embora reconheça que sua velocidade é igual, Lowe disse que existem grandes diferenças entre as abordagens de Senna e Hamilton na F1.

“Eu acho que eles são bem diferentes”, disse Lowe.

“As pessoas criticam (Hamilton) por uma série de coisas, mas na verdade ele está acima de tudo isso, um verdadeiro cavalheiro e um piloto muito justo. Duro, mas justo.

“Com Ayrton, temos a tendência de ficar um pouco envergonhado.

“Na maior parte, eu estava jogando contra Ayrton, nos dias de Williams era Ayrton o cara que lutávamos para vencer.

“Nós finalmente conseguimos em 1992, mas pareceu impossível nos anos que passaram, ele era implacável.

“Ele usava várias táticas para intimidar seus rivais, mas era o ‘jogo’ naquela época.

“Eu estava falando com Riccardo Patrese outro dia sobre isso e sem mencionar quaisquer caso específico, lembramos que você não recebia uma punição por bloquear outro piloto durante a qualificação naqueles dias.

“Era assim que as coisas aconteciam. Agora você pode confiar na ‘polícia” que ela aplicará a multa!

“É um mundo diferente e Ayrton jogou como ele deveria jogar.”