Lewis Hamilton: “Quarto lugar foi o máximo com os problemas de hoje”

Lewis Hamilton diz que quarta posição foi o melhor resultado que ele poderia ter alcançado no GP da Rússia depois de sofrer com um superaquecimento do seu carro durante a corrida.

Hamilton, tendo um ritmo mais fraco do que seu companheiro de equipe na Mercedes, Valtteri Bottas, e dos pilotos da Ferrari durante os treinos livres, classificou-se somente em quarto para a corrida de domingo em Sochi.

O inglês manteve a posição a caminho da Curva 2, mas, depois de apenas algumas voltas, ele foi avisado pelo seu engenheiro de prova para gerenciar as temperaturas do seu carro que estavam “no limite”.

Bottas, no ar limpo, conquistou sua primeira vitória, à frente de Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen, com Hamilton cruzando a linha mais de meio minuto atrás do vencedor.

“Primeiramente, parabéns ao Valtteri, ele fez um trabalho excepcional durante todo o fim de semana”, disse Hamilton.

“Tivemos grande sucesso aqui nos últimos anos. Eu apenas queria que eu tivesse podido ajuda-lo, em termos de pontos para a equipe, mas conquistei o melhor resultado que poderia com o que eu tinha.

“Depois das primeiras voltas, eu fiquei basicamente preso onde estava.

“Eu não sei se eu conseguiria ter feito muita diferença, ido para frente ou não, mas eu acho que tinha ritmo para estar com os líderes – posicionamento foi tudo”.

Deixando de lado os problemas de refrigeração, questionado se ele entende onde ele perdeu para Bottas e a dupla da Ferrari neste fim de semana, Hamilton: “Velocidade, eu acho que sei onde ela está”.

Hamilton agora persegue Vettel a 13 pontos na classificação do campeonato.