Lewis Hamilton pede desculpas pelo acidente no Q3

Lewis Hamilton pediu desculpas para a Mercedes pelo acidente durante o treino classificatório para o GP da Europa, que o deixou na 10ª posição no grid.

O inglês, que saiu da pista no Q1 e Q2, estava forçando até cometer um erro no Q3 quando ele acertou o muro interno na Curva 10.

Hamilton parou, o que causou bandeiras vermelhas, assim que o seu companheiro de equipe e líder na luta pelo título Nico Rosberg conquistou a pole-position.

“Hoje não foi meu dia”, admitiu Hamilton depois do treino classificatório. “Há uma pequena linha separando o certo do errado, mas hoje foi um daqueles dias. Eu não tenho uma resposta para isto, mas tentarei dar a volta por cima amanhã”.

“Hoje foi minha culpa, então peço desculpas a equipe”.

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, admite que Lewis Hamilton teve um dia fora do normal, mas espera que ele dê a volta por cima.

“Eu acho que ele perdeu uma oportunidade”, disse Wolff à ‘Sky Sports’ depois da sessão. “O carro era bom o suficiente para a pole ou a primeira fila, mas aqui é traiçoeiro. Parecia que estaríamos mais de um segundo à frente. Saímos sete ou oito décimos à frente, com Hamilton em 10º”.

“Num circuito de rua como este, quando você não está no ritmo, é difícil. Hoje não foi o dia dele”.

“A pole não assegura que você sairá da primeira volta na liderança, já que a reta é muito longa. Hamilton pode recuperar-se da 10ª posição, mas ele precisa passar pela Curva 1, e já vimos como pode ser dramática na GP2”.