Kvyat toma punição para o Canadá; Raikkonen escapa

Daniil Kvyat, da Toro Rosso, juntou-se a Marcus Ericsson em ser punido com três posições no grid do GP do Canadá, depois de bater com o rival da Renault, Kevin Magnussen, em Mônaco.

Kvyat e Magnussen, que já tocaram rodas, bateram na freada para a La Rascasse na volta 21 da corrida, com os comissários decidindo que Kvyat foi culpado pelo incidente.

Já Kimi Raikkonen, da Ferrari, foi investigado depois da corrida por ter pilotado de maneira insegura com sua asa dianteira danificada pela pista e escapou de qualquer punição.

Raikkonen quebrou sua asa ao bater na proteção do hairpin na volta 11 e, ao conseguir sair, tomou um toque de Felipe Massa, da Williams, e bloqueou Romain Grosjean, da Haas.

Raikkonen continuou pelo túnel e deixou detritos pela pista antes de abandonar na chicane Nouvelle.