Kubica pede liberação da Renault; Williams e Sauber estão na mira

Outro pedaço do quebra-cabeça da McLaren-Renault parece estar se encaixando, com Robert Kubica supostamente sendo liberado de seu acordo de curto prazo com a equipe baseada em Enstone.

O polonês participou de vários testes para a Renault, incluindo uma primeira oportunidade para dirigir um carro em 2017, e fez outras aparições, no Goodwood Festival of Speed, por exemplo.

No entanto, com a Renault para contratar Carlos Sainz da Toro Rosso como compensação por permitir que a equipe júnior da Red Bull troque para o motor da Honda, Kubica teve seu pedido aceito pela Renault para liberá-lo de seu contrato com a equipe e buscar outras opções dentro e fora da Fórmula 1.

Kubica foi recentemente vinculado com a Williams, que continua a atrasar a decisão sobre o futuro de Felipe Massa, enquanto Mark Hughes, na sua coluna na revista ‘Motor Sport Magazine’, mencionou a Sauber como outra opção potencial para Kubica fazer um retorno sensacional à categoria.

“O seu pedido foi para que ele possa atender o interesse de outros por seus serviços (entendido como Williams e Sauber)”.

“Seu desempenho no teste de Hungaroring no atual Renault, embora bom, ainda deixou pontos de interrogação sobre seu nível de aptidão, evidente em uma inconsistência durante stints longos. Sua velocidade máxima, por outro lado, foi considerada altamente impressionante”.