Kimi Raikkonen: Ferrari tem um déficit para a Mercedes

Kimi Raikkonen diz que a Ferrari “não tinha velocidade suficiente” comparada à Mercedes, ao ficar atrás de Lewis Hamilton, antes de sofrer com os pneus no final do GP da Grã-Bretanha.

Largando na primeira fila, Raikkonen ficou na segunda posição e gradualmente foi ficando mais distante do líder Hamilton, com o britânico preservando uma vantagem de 10 segundos na frente.

Raikkonen também conseguiu manter uma vantagem confortável para os demais, porém foi atrasado por uma falha no pneu dianteiro esquerdo com três voltas para o final, precisando de um pit-stop adicional.

O finlandês da Ferrari surgiu em quarto, mas subiu para terceiro uma volta mais tarde, quando seu companheiro de equipe Sebastian Vettel também teve um problema aparente similar no pneu.

“Tivemos durante todo o fim de semana alguns lugares que eram difíceis para nós”, disse Raikkonen. “Eu tentei perseguir Lewis, tentei manter a distância, mas não tínhamos velocidade suficiente.

“No final, a vantagem (sobre Bottas) era boa para nós, mas então a duas voltas do fim, pouco antes da Curva 6, na primeira reta, o pneu esquerdo… ele não explodiu, mas a borracha soltou de repente.

“Eu não acho que acertei nada, tudo parecia normal antes daquilo, por sorte consegui voltar rapidamente, mas destruímos a asa dianteira depois disto, porque o pneu estava ricocheteando.

“Eu fui muito azarado, e então de alguma maneira sortudo, mas eu não queria ver isto acontecer com o Seb uma volta mais tarde… sei lá.

“Poderíamos ter sido segundo hoje, mas nós realmente não tínhamos a velocidade contra Lewis.

“Temos algum trabalho a ser feito; foi uma largada descente, mas mais uma vez ficamos para trás, então não tivemos uma chance real de batê-lo”.

Raikkonen ocupa a quinta posição no campeonato, tendo conquistado 98 pontos, enquanto a Ferrari não vence desde o GP de Mônaco em maio, quando Vettel liderou uma dobradinha.