Jean Todt não entende críticas ao domínio da Mercedes

Jean Todt, presidente da FIA, acredita que as críticas ao domínio atual da Mercedes na Fórmula 1 são “absolutamente injustas”, apesar de admitir que a equipe precisa de um desafio maior.

A Mercedes venceu 32 dos 38 GPs nas últimas duas temporadas e conquistou campeonatos de pilotos e construtores consecutivos.

Todt está ciente do impacto que tal controle pode ter sobre a F1, tendo comandado a fase dominante da Ferrari entre 2000 e 2004.

“Eu ficaria mais feliz se houvesse vencedores diferentes a cada corrida, mas isso nunca vai acontecer”, declarou Todt ao site da revista ‘Autosport’.

Para Jean Todt, domínio é normal em qualquer esporte

“Você precisa aceitar que o domínio faz parte do esporte, e não só no automobilismo, porque o domínio existe no futebol, tênis, atletismo, rúgbi. Está em todos os lugares, então por que deveríamos esperar a ausência de domínio no automobilismo?”

“A negatividade que cerca isso é absolutamente injusta, mas críticas construtivas podem ser aceitas. É claro, não estou satisfeito. Acho que o desafio poderia ser melhor, e quando nos reunimos atrás de portas fechadas, tentamos entender como fazer melhor as coisas”.

“No entanto, não existe a necessidade de nos punirmos, ou pelo menos não sou suficientemente malicioso para compreendê-la”.