Ímola quer tirar o GP da Itália de Monza

O chefe de Ímola, Uberto Selvatico Estense, afirma que o circuito está “pronto” para substituir Monza como a única corrida italiana no calendário da Fórmula 1.

Selvatico Estense explicou ao jornal ‘La Repubblica’ como a pista localizada 40 quilômetros a leste de Bolonha se tornou uma alternativa bastante real para sediar o GP da Itália.

“Simples: após quatro anos de negociações (com Monza) que o fizeram perder a paciência, (Bernie) Ecclestone nos ligou e nos deu as mesmas condições. Nós aceitamos. Portanto, assinamos um contrato para o GP da Itália a partir de 2017”.

Segundo o ‘La Repubblica’, o acordo atual é apenas condicional e depende da liberação de fundos por parte do ACI, Automóvel Clube da Itália.

“O ACI argumenta que o dinheiro é só para Monza, mas nós dizemos que é para o GP da Itália”, disse Selvatico Estense. “Se o estado tivesse alocado aquele dinheiro para Monza, beneficiaria uma única companhia, o que é ilegal”.