Hulkenberg: Foi máximo que poderíamos conseguir em Silverstone

Nico Hulkenberg diz que os pontos ganhos no Grande Prêmio da Inglaterra foram o “máximo” que a equipe poderia conseguir. As equipes que utilizam motores Renault não tiveram ritmo durante todo o final de semana, em comparação com seus rivais Mercedes e a Ferrari.

O piloto da Renault descreveu o resultado como um algo grande para a equipe que vai para o Grande Prêmio da Alemanha, considerando as circunstâncias.

“Estou muito feliz, isso foi positivo” , disse ele. “Acho que foi o resultado máximo que poderíamos pedir. Tivemos um bom começo, depois uma primeira volta sólida até o P6”.

“Havia obviamente algum caos acontecendo nas curvas 2 e 3, onde consegui me infiltrar e pegar alguns lugares. Depois disso, foi um caso de administrar os pneus e a corrida”, considerou.

“Nós optamos por ir no pneu Hard, que foi talvez um pouco mais lento no ritmo, mas queríamos fazer apenas uma parada”.

“Uma corrida forte em tudo, especialmente com a conquista de mais uma posição no final, quando a Red Bull girou. Estou feliz. Oito pontos para a equipe é um bom dia”.

O chefe da Renault, Cyril Abiteboul, elogiou o desempenho de Nico Hulkenberg no Grande Prêmio da Inglaterra, descrevendo-o como “um excelente desempenho”.

“Em uma pista que sabíamos que seria um desafio para nós, conseguimos superar os nossos concorrentes diretos graças a um excelente arranque, boa estratégia, paragens bem executadas e um excelente desempenho da Nico”, comemorou Abiteboul.

“É uma grande recompensa, quase um alívio depois de estarmos no banco de trás após a nossa difícil qualificação”.

 

Veja os comentários pós-GP da Inglaterra no “Paddock F1Mania” – Classificação do campeonato, nota da corrida, piloto do dia: