Hulkenberg afirma que ultrapassagens são “quase impossíveis” em 2017

Nico Hulkenberg da Renault descreveu a ultrapassagem como “quase impossível” no GP da Austrália, já que a primeira corrida com os novos carros da Fórmula 1 deixou vários pilotos preocupados.

Os carros de 2017 são mais rápidos e mais largos do que seus predecessores, com mais desempenho aerodinâmico e mais aderência dos pneus maiores.

Hulkenberg era mais rápido do que Esteban Ocon da Force India nos estágios finais da corrida, mas disse que não podia fazer nada para passar.

“Eu estava esperando que ele teria algum problema com pneus macios e eu estava obviamente no ultra macio”, disse Hulkenberg. “Mas rapidamente entendi que isso não ia acontecer”.

“E nesses carros, o ar sujo é enorme, então ultrapassar é quase impossível. Provavelmente eu era um segundo mais rápido, mas simplesmente não conseguia passar”.