Horner diz que Alonso foi mal aconselhado: “Cometeu erros em suas decisões”

A carreira de Fernando Alonso sofreu uma reviravolta “estranha” por causa de “erros” em suas decisões. Essa é a opinião de Christian Horner, chefe da Red Bull.

No Bahrain, Horner brincou que Alonso precisava de um “psiquiatra” após decidir ficar fora do GP de Mônaco para participar da lendária e perigosa 500 Milhas de Indianápolis.

“Eu realmente não entendo”, declarou o britânico à emissora espanhola ‘Movistar’.

“Mônaco é a maior corrida do ano, onde o motor importa muito menos e às vezes chove, e poderia ser sua melhor chance de um bom resultado”.

“Portanto, um piloto ir para outro campeonato do qual ele nunca participou é estranho, mas você precisa respeitá-lo”, acrescentou Horner.

Em outro nível, Horner consegue compreender como Alonso foi levado a tomar essa “estranha” decisão.

“Fernando está frustrado e irritado porque deveria estar pilotando um carro competitivo. Ele é um dos melhores pilotos do mundo e é frustrante para todos vê-lo na situação em que está”.

“Mas isso porque ele foi mal aconselhado ou cometeu erros quando tomou decisões. De qualquer modo, ele é um piloto bom demais para andar tão atrás, deveria estar na frente lutando com Vettel, Hamilton, Ricciardo e Verstappen”.