Hamilton revela desequilíbrio no carro depois de toque com Nasr

Lewis Hamilton comparou a dirigibilidade de seu carro a uma “cama de três pernas” após ter sofrido danos na primeira volta no GP da China. O piloto da Mercedes começou na parte de trás do grid, como resultado de seus problemas na classificação, e fez contato com a Sauber de Felipe Nasr na Curva 2.

Hamilton foi forçado a ir aos boxes para colocar uma nova asa dianteira, mas sugeriu após a corrida que a sua Mercedes sofreu danos mais graves. “Foi definitivamente uma tarefa difícil”, disse Hamilton sobre sua corrida.

“Eu tive um bom começo, é sempre difícil sair da parte de trás. Tentei evitar o que estava à minha frente, mas me enrosquei ali. Depois eu apenas tentei batalhar, mas cada vez que eu parava eu tinha que retomar, eu não estava ganhando terreno, e no final não havia pneus suficientes”, explicou o atual campeão.

“Isso é corrida, não foi um ótimo final, mas espero superar isso. Esta pista é muito boa porque você pode ultrapassar e chegar perto, mas o carro foi bastante danificado. Tenho certeza que alguns componentes aerodinâmicos foram danificados, acho que a suspensão também. O carro estava muito desequilibrado, como uma cama de três pernas hoje”, concluiu.