Hamilton quer fim do efeito “montanha-russa” na Mercedes

Lewis Hamilton tem esperança de que a rápida mudança da Mercedes de Mônaco para Montreal possa ser o sinal das melhorias que ainda virão.

O inglês foi para o Canadá com um déficit de 25 pontos para o líder do campeonato, Sebastian Vettel, mas com a vitótia de Lewis a diferença caiu para 12 pontos.

Agora, Hamilton espera que o processo de aprendizado rápido possa ser aplicado para as corridas que virão:

“Obviamente, tivemos um ótimo final de semana (no Canadá), mas não posso prever o que vai acontecer”, disse Hamilton em Montreal.

“Nós iremos para outra corrida – Baku é bem suave, parecida com a Rússia. Para nós, pessoalmente, deixar o carro onde precisamos todos os fins de semana definitivamente é um desafio. Mas acho que aprendemos muito com Mônaco, acho que aprendemos muito (no Canadá)”, prosseguiu ele.

“Se adquirirmos a mesma diligência que fizemos nas últimas duas semanas após cada corrida, mesmo quando ganhamos, tenho certeza de que podemos continuar na briga, e talvez não pareça um ‘passeio de montanha-russa’, com subidas e descidas”, acrescentou Hamilton.

O Grande Prêmio do Azerbaijão de Fórmula 1 acontece nesse domingo (25) em Baku. A F1Mania estará em TEMPO REAL para todas as atividades em Baku, começando com o primeiro treino livre na sexta-feira (23) à partir das 06 horas da manhã (horário de Brasília).