Haas: pontos mostram que precisávamos de um piloto experiente

Gene Haas diz que sua pontuação na estreia da F1 mostrou porque estava certo ao se concentrar em talentos experientes ao invés de um piloto norte-americano.

Romain Grosjean teve um desempenho que mereceu o prêmio de Piloto do Dia em Melbourne, enquanto ajudava a Haas a terminar em sexto em sua primeira corrida.

E reforçando a opção de Haas de escolher pilotos experientes, ao invés de um novato americano, o dono da equipe diz que sua política provou estar correta.

“É por isso que escolhemos Grosjean”, explicou. “Ele tem muita experiência, e provavelmente fez muita coisa errada no início da carreira, com o que ele certamente aprendeu”.

“É por isso que forma uma boa dupla com Esteban (Gutierrez) que espero possa conseguir alguma experiência apenas observando o que Grosjean faz”.

“Grosjean é realmente um grande piloto. Ele nunca ganhou uma corrida de F1, mas vamos tentar corrigir isso este ano”.

A única mancha no fim de semana de Haas na Austrália foi a classificação, onde a equipe não conseguiu capitalizar sobre o ritmo de seu carro e foi eliminada no Q1.

Haas sabe, no entanto, onde a equipe errou – o que significa que vai fazer todo o possível para garantir que não haja repetição desse erro no Bahrain.