Haas lamenta novo processo de escolha dos pneus

Guenther Steiner diz que o processo de seleção de pneus da Fórmula 1 ainda é uma “desvantagem” para a equipe Haas já com oito corridas na sua temporada de estreia.

O maior problema da Haas em sua temporada de estreia foi fazer seus pneus funcionarem na janela de temperatura correta, tendo dificuldades em temperaturas mais baixas e se destacando quando está quente.

As novas regras de pneus para 2016 – permitindo que as equipes tenham três compostos numa corrida em vez de dois – têm sido elogiadas por permitirem estratégias durante uma corrida, mas exigem que as equipes selecionem seus pneus 8 semanas antes de uma corrida europeia e 14 semanas em eventos fora da Europa.

Haas é a única equipe sem os dados do ano passado e Steiner admite que este processo complica ainda mais uma área que a equipe ainda tem que dominar.

“Nossos rapazes sabem muito sobre os pneus assim como as outras equipes”, disse o chefe da equipe. “Eles são engenheiros experientes, mas não temos os dados para o nosso carro para apoiá-los nesta temporada. Então, certamente, é uma desvantagem para nós”.

“Nós fizemos as primeiras seleções de pneus antes de ter um carro. Os pneus são, definitivamente, uma das nossas dificuldades agora, mas sei que estamos fazendo melhorias e ano que vem será melhor”.