Haas espera encorajar outras equipes a entrarem na F1

Gunther Steiner acredita que o sucesso da Haas nos seus dois primeiros GPs vai incentivar mais novas equipes a participar da Fórmula 1. Os norte-americanos ocupam o quinto lugar no campeonato de construtores após Romain Grosjean ter chegado em sexto lugar na Austrália e quinto no Bahrain.

“Esperamos que esse projeto seja bem sucedido para então termos mais equipes ingressando na F1, é o que precisamos”, disse o chefe da equipe ao site ‘Autosport’.

Vale ressaltar que a escuderia usa a mais nova especificação dos motores Ferrari, além de outros componentes e o próprio túnel de vento da escuderia italiana.

“Nós sempre dissemos que não queremos fazer mais do mesmo, porque é muito difícil de se fazer. Nós não faríamos isso e Gene Haas não faria isso. Se você não tem nenhuma chance de ter sucesso, por que você faria isso? Estamos muito satisfeitos com a nossa abordagem”, prosseguiu Steiner, que respondeu também as críticas de Pat Symonds, diretor técnico da Williams, que não gosta da estreita parceria técnica entre Haas e Ferrari.

“Eu não sei o que os outros estão pensando. Todos devem olhar para si mesmos e se perguntar onde eles estão antes de criticar outras pessoas. Os regulamentos são os mesmos para todos. Nós não fizemos nada diferente do que qualquer outro pode fazer”, explicou o dirigente.

“Eu me sinto em paz com nós mesmos. Muita gente não esperava isso e agora eles dizem ‘uau, isso realmente aconteceu’. Às vezes você tem que superar as coisas”, concluiu Steiner.