Haas admite ‘irritação’ após abandono no GP da Austrália

O chefe da equipe Haas, Gunther Steiner, admitiu que ficou “irritado” por sua equipe ter saído da primeira etapa da Fórmula 1 2017 sem marcar pontos após conseguir o melhor resultado de sua história na classificação.

Romain Grosjean colocou seu VF-17 em sexto no grid em Melbourne com uma velocidade que surpreendeu os rivais do pelotão intermediário, mas abandonou com um vazamento de água quando estava em sétimo.

O novo companheiro Kevin Magnussen largou em 17º e também teve sua prova interrompida quando colidiu com Marcus Ericsson, da Sauber.

“Sabemos que o carro é bom e ambos os pilotos estão otimistas, principalmente Romain”, declarou Steiner. “Ele viu a velocidade, e todos puderem ver que ele conseguiu manter as Toro Rossos facilmente sob controle. O carro é veloz”.

“Mas sempre acontece alguma coisa… quantas oportunidades assim você tem? Com um pelotão intermediário tão apertado, é uma chance perdida. É decepcionante, mas poderia ser pior. Poderíamos estar lentos”.