Haas acredita que pode competir com as grandes equipes

Gene Haas acredita que sua equipe mostrou que pode “competir com os cachorros grandes” na F1 depois de marcar pontos em sua estreia.

Após um segundo teste difícil marcado por problemas técnicos, erros estratégicos feitos na classificação e, em seguida, o envolvimento de Esteban Gutierrez em um acidente terrível com Fernando Alonso na volta 17 da corrida, o início de temporada de estreia na Austrália não poderia ter sido muito pior.

Mas o americano ficou sorrindo ao ver o sexto lugar de Romain Grosjean em Albert Park. Haas acredita que justificou o longo tempo de espera, quando ele optou por aguardar até esta temporada para competir, depois de ter sua inscrição aprovada em abril de 2014.

Houve reconhecidamente um toque de sorte com o resultado já que o incidente com Gutierrez e Alonso lançou as bases para o desempenho de Grosjean.

A bandeira vermelha e o subsequente atraso de 20 minutos permitiram a Haas trocar os pneus do carro de Grosjean, com o francês rodando com o composto médio que o levou até o final.

Apesar disso, dada a força do chassi, e o fato da Haas ter a unidade de potência da Ferrari, Gene Haas acredita que a equipe provou ter um bom carro do pelotão intermediário e que há mais por vir.

“Não vencemos, mas terminando em sexto lugar, acho que de certa forma valida o fato de que temos uma equipe que pode competir com os cachorros grandes”, disse.