Fórmula 1 terá proteção para cabeça dos pilotos a partir de 2017

Os chefes da Fórmula 1 deram luz verde para o plano de introduzir uma proteção para a cabeça dos pilotos para a temporada de 2017, depois da última rodada de conversas sobre a questão.

De acordo com a ‘BBC’, a FIA está seguindo em frente com o conceito da Mercedes (foto), esperando manter detritos distantes do piloto.

Alexander Wurz, chefe da Associação dos Pilotos da Fórmula 1 (GPDA), já deixou claro que os pilotos sentem que esta é a hora certa para introduzir tal medida de segurança.

“Obviamente os pilotos estão felizes que os representantes das equipes técnicas concordaram com a proteção adicional para a cabeça sendo introduzida em 2017”, disse Wurz à ‘BBC’.

“Nós entraremos agora na fase de design, onde os pilotos precisam estar abertos para pequenas diferenças de visibilidade devido à estrutura adicional sobre o cockpit”.

“Eu também estou curioso em como as equipes farão a nova solução parecer legal e rápida”.

As tragédias recentes trouxeram o assunto de volta à tona

Aumentar a proteção para a cabeça dos pilotos tem sido investigada pela FIA há alguns anos, mas voltou aos holofotes mais uma vez depois das mortes de Jules Bianchi e Justin Wilson.

Bianchi morreu em julho como resultado de uma série de contusões na cabeça adquiridas no GP do Japão de 2014, enquanto Wilson morreu um mês depois de ser acertado por detritos numa corrida da Indy.