Fórmula 1 perto de fechar acordo com a Netflix para 2018; Brasil deve ficar de fora

O diretor comercial da F1, Sean Bratches, afirmou que a categoria está em negociações com a Netflix para um acordo de transmissão das corridas a partir da próxima temporada.

Com a aquisição da Liberty Media, a F1 vive um crescimento gigantesco no meio digital, com grande participação nas redes sociais. Mas o chefe comercial da Liberty afirmou que a ideia é proporcionar um crescimento ainda mais notável para o futuro, que devem incluir transmissões online das corridas.

“A Liberty Media sempre priorizou a atuação nos canais multimídia”, disse Bratches. “Acreditamos que, no cenário atual, há uma enorme presença na internet e por isso temos projetos em mente.

“Estamos discutindo também com a Netflix uma parceria para 2018, mas, no momento, não posso revelar mais nada. Está em evolução”, explicou Bratches.

Mesmo com um possível acordo da F1 com a Netflix, é improvável que o Brasil participe disso já que essa semana foi oficializado a renovação do contrato da F1 com a Rede Globo, detentoras dos direitos tanto para TV quanto para internet.

A Netflix opera com catálogos diferentes que mudam de país para país, infelizmente.