Force India: “Decisão tardia do halo atrapalhará desenvolvimento de 2018”

A decisão demorada de introduzir o halo de proteção do cockpit em 2018 pode atrasar os novos carros de Fórmula 1 para os testes de pré-temporada, de acordo com Otmar Szafnauer, da Force India.

A FIA confirmou em julho que o halo será obrigatório em 2018, apesar da oposição de nove das 10 equipes.

O diretor de operações da Force India, Szafnauer, diz que a introdução irá atrasar o trabalho no chassi, já que o halo tem efeito direto sobre a estrutura do chassi.

“Pode atrasar o carro do próximo ano”, declarou Szafnauer, chefe de operações da Force India, ao site ‘Autosport’. “Há um tempo finito para projetar e construir um monocoque”.

“Se não tivermos uma definição dentro desse prazo, tudo o que isso faz é atrasar a produção. No momento, parece que não conseguiremos produzi-lo a tempo para os testes”.

Szafnauer compreende os motivos para a introdução do halo, mas sente que o dispositivo está sendo implementado muito rapidamente.

“É precipitado”, disse ele. “Seria bom termos outro ano para fazer as coisas adequadamente. É o que é”.

“A única maneira de impedir é uma decisão da FIA dizendo que ele será adiado em um ano. É mais seguro fazer as coisas adequadamente do que apressá-las, é o único modo que vejo de impedir”.