Force India consegue colocar seus dois carros no Q3

Nico Hulkenberg (Force India) – Grid: 5º

“Estou muito feliz. Sabia que tínhamos velocidade para ficar entre os dez primeiros hoje, mas me classificar em quinto é melhor do que eu esperava. Tive boas sensações desde o começo do fim de semana, me senti confortável e confiante desde os primeiros treinos na quinta-feira. Demos um grande passo à frente em Barcelona, e o resultado de hoje mostra que o carro está funcionando bem, principalmente nas curvas de baixa velocidade. Minhas voltas foram limpas e precisas na Q1 e Q2, e na Q3 eu acertei aquele ponto ideal em minha última volta. É claro, a classificação é apenas metade do trabalho e ainda há uma longa corrida pela frente, com muitos fatores podendo entrar em jogo amanhã. Em Mônaco, nada é fácil; você sempre precisa trabalhar duro para conquistar seu resultado, mas eu me coloquei em uma boa posição para marcar pontos importantes.”

 

Sergio Perez (Force India) – Grid: 8º

Tivemos um bom ritmo hoje e demos alguns passos à frente comparado a quinta-feira, mas enfrentei dificuldades para aquecer os pneus e por isso sinto que uma posição melhor era possível. De qualquer modo, é um bom lugar para largar, então estamos visando um resultado forte. Mônaco é provavelmente a classificação mais importante do ano, portanto é bom largar entre os dez primeiros, mas, ao mesmo tempo, sabemos como esta corrida pode ser imprevisível. Tudo pode acontecer, como períodos de safety car ou chuva, e você precisa reagir rapidamente e tomar as decisões corretas. Um pouco de sorte também não faz mal. Será crucial largar bem, pois sabemos que o que realmente importa em Mônaco é a posição na pista. Amanhã será uma história diferente, e estou ansioso pelo desafio.