FIA recua e diz que “aeroscreen” ainda não está descartado

A Ferrari vai tentar novamente trabalhar com o “halo 2”, acessório de proteção do cockpit, antes do GP da Inglaterra.

A equipe de Maranello pretendia utilizar o dispositivo atualizado com uma posição do cockpit modificada durante uma volta de instalação nos treinos de sexta na Áustria, mas o carro de Sebastian Vettel teve um problema técnico e o teste do halo foi cancelado.

Mas agora, acredita-se que o “halo 2” fará sua estreia na sexta-feira em Silverstone.

Isso acontece depois da FIA arquivar o conceito rival “aeroscreen” desenvolvido pela Red Bull, com a companhia de bebidas energéticas ressaltando que não tem tempo ou recursos para fazer as atualizações necessárias no momento.

Entretanto, Laurent Mekies, chefe de segurança da FIA, disse que o aeroscreen foi simplesmente deixado em segundo plano.

“O desenvolvimento do aeroscreen está parado e deve chegar apenas em 2017”, declarou ele. “Nós tínhamos um prazo e enfrentaríamos dificuldades para deixar dois conceitos diferentes prontos a tempo. Porém, quando o halo estiver concluído, tenho certeza que vamos analisar o aeroscreen novamente”.