FIA está avaliando proteção desenvolvida pela Red Bull

A FIA já confirmou que o conceito “Aeroscreen” da Red Bull está na disputa para ser introduzido na Fórmula 1. Daniel Ricciardo testou o estilo “pára-brisas” de proteção ao piloto nos minutos iniciais do primeiro treino livre na Rússia.

Mais cedo, a solução preferida pela FIA para 2017 era o “halo” concebido pela Mercedes, que estreou na Ferrari recentemente. Mas o diretor de corridas Charlie Whiting admitiu que realmente gosta mais da aparência da ideia da Red Bull.

Segundo ele comentou à revista alemã ‘Auto Motor und Sport’, uma vez que todos os testes estiverem concluídos, as duas soluções serão apresentadas à Comissão da F1, que irá “decidir o caminho que irá tomar”.

Sebastian Vettel (Ferrari) comentou: “Nenhuma delas é bonita, mas o importante é que funcionem”.

Lewis Hamilton (Mercedes), no entanto, preocupa-se que a redução do “risco” de ser um piloto de F1 possa afetar o apelo do esporte para os fãs. Ele também não gostou da solução da Red Bull.

Outros estão menos incomodados. “Eu não me importo se for um cockpit aberto ou fechado”, disse Valtteri Bottas (Williams). “Eu não acho que isso vai mudar o esporte. Se pudermos reduzir os acidentes graves ou ferimentos, isso é ótimo, mas eu não tenho nenhuma preferência particular”.