FIA espera por mais cautela de Verstappen depois dos incidentes na China

O diretor da FIA, Charlie Whiting, espera mais cautela de Max Verstappen depois do incidente que envolveu o piloto da Red Bull durante o Grande Prêmio da China, com Sebastian Vettel, que gerou mais pontos de penalidade para o holandês.

Verstappen bateu em Vettel na acentuada Curva 14 na disputa pela terceira posição no final da corrida. O incidente custou a Verstappen uma penalidade de 10 segundos, rebaixando da quarta para a quinta posição no grid, e dois pontos de penalidade adicionados à sua licença.

Isso significa que Verstappen agora tem cinco pontos na licença, com os pilotos recebendo uma proibição automática de corrida se atingirem 12 pontos em um período de 12 meses.

“Provavelmente haverá críticas, mas é para isso que servem os pontos de penalidade (na licença)”, disse Whiting. “Eles estão lá para fazer um infrator habitual tomar conhecimento.

“Ele tem cinco pontos agora, então ele vai ser mais cuidadoso, eu diria”.

Max Verstappen (Red Bull) - GP China
Foto: Johannes EISELE / AFP

A contagem de pontos de penalidade de Verstappen não diminuirá até depois do GP da Hungria. Ele ganhou dois pontos por bater em seu companheiro de equipe Daniel Ricciardo na Curva 2 na primeira volta de 2017 em Hungaroring em 30 de julho do ano passado.

Isso significa que sua licença não será liberada desses pontos até a corrida de 29 de julho desta temporada. O outro ponto de licença foi “conquistado” no GP dos Estados Unidos de 2017, em 22 de outubro, quando foi punido por sair da pista para ultrapassar Kimi Raikkonen na última volta.

Verstappen também foi criticado na última semana após o incidente com Lewis Hamilton no Bahrain, que também foi investigado pelos comissários, que não tomaram nenhuma ação. Sua rápida aceitação de responsabilidade na China, se subsequente pedido de desculpas, foi elogiado por Vettel, e Whiting disse que não via razão para ter uma conversa privada com Verstappen.

“Os comissários fizeram a sua parte, acho que não há necessidades disso”, disse ele. “Ele cometeu um erro, pelo qual foi penalizado”.

Apesar de Verstappen ter dito que não precisava mudar seu estilo de pilotagem “agressivo”, o chefe da equipe, Christian Horner, está confiante de que vai aprender com seu erro. “Ele é um talento fenomenal, ele é esperto o suficiente para reconhecer áreas nas quais ele precisa trabalhar”, disse ele.

“Não tenho dúvidas de que ele vai resolver isso”.