Ferrari enfrentará nova investigação da FIA em Mônaco

A Ferrari pode ser mais uma vez objeto de investigação da FIA antes do Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1 no próximo final de semana.

A Scuderia introduziu novos espelhos no halo na Espanha, mas as ‘winglets’ que também estavam presas ao dispositivo de segurança foram proibidos pela FIA após reclamações das equipes.

E agora outros equipes pediram à FIA esclarecimentos sobre como a Ferrari está distribuindo sua potência, com uma suspeita que a equipe esteja recebendo 20HP para a qualificação.

De acordo com a ‘Auto Motor und Sport’, a Ferrari está sendo acusada de ultrapassar periodicamente os sensores de medição para obter mais do que os quatro megajoules permitidos.

A Ferrari também levantou suspeitas por sua súbita concordância com as mudanças de regras aerodinâmicas propostas para 2019 e pela remoção do elemento MGU-H do motor em 2021.

Este último desenvolvimento contribui para uma série de investigações em torno da Ferrari nesta temporada, com seu chassi, asa traseira, a terceira alavanca de Sebastian Vettel em seu voltante e a fumaça saindo ao ligar o carro atraindo interesse de todo o paddock.