Fernando Alonso: “Este desempenho em Spa era impensável”

Fernando Alonso diz que o desempenho da McLaren-Honda no Grande Prêmio da Bélgica, que rendeu uma aparição no Q3 e pontos, era “impensável” apenas alguns meses atrás.

A Honda trouxe uma atualização significativa para Spa-Francorchamps, focada no motor de combustão interna e turbocompressor, e vale sete ‘tokens’ de desenvolvimento.

Alonso perdeu a qualificação, em meio a questões técnicas, mas o companheiro de equipe Jenson Button foi capaz de participar da disputa pela pole position, em que ele fez o nono melhor tempo.

Alonso pegou duas unidades de potência extra, após um vazamento de água dos ERS no TL1, e uma queda de pressão de óleo no ICE no TL3, mas subiu para os pontos em uma corrida dramática.

Alonso, que largou em 22º, subiu para o quarto lugar quando os rivais tiveram problemas e, finalmente, terminou em sétimo, à frente de Valtteri Bottas, da Williams, e Kimi Räikkönen, da Ferrari.

“É a primeira sessão que eu terminei, depois do TL2!”, disse Fernando Alonso após a corrida.

“Definitivamente foi uma boa corrida, todo o azar que tivemos no fim de semana, concentrada em boa sorte na corrida, com os incidentes, problemas, o Safety Car e a bandeira vermelha.

“Nós nos encontramos em uma posição muito boa, em P4.

“Nós não conseguimos segurar Sebastian [Vettel], [Lewis] Hamilton e [Sergio] Pérez, porque eles eram muito rápidos, mas eu acho sétimo é muito bons pontos para a equipe.

“O top 10 ontem na fase de qualificação, com Jenson e top 10 hoje, nos pontos, num circuito como este, era impensável há alguns meses atrás, por isso é uma notícia muito boa.

“Nós não fomos capazes de lutar com a Williams [no Grande Prêmio da Bélgica] no ano passado, ou até mesmo alguns meses atrás, por isso estamos indo na direção certa, isso com certeza.”