Felipe Massa aceita redução no salário para continuar na F1

Felipe Massa deu a entender que pode baixar o seu salário, a fim de continuar sua carreira na Fórmula 1 em 2017. A Williams está abertamente reavaliando a sua dupla de pilotos, que tem o veterano brasileiro ao lado do finlandês Valtteri Bottas: ambos possuem contratos finalizados até o final deste ano.

Perguntado na Áustria pelo site ‘UOL’ se um corte em seu salário estimado em 4 milhões de euros ao ano pode acontecer, Massa respondeu: “Eu nunca corri pensando em dinheiro”.

“Eu acredito que, no final, se eu ver que há uma possibilidade de fazer um bom trabalho em uma equipe, o dinheiro não será o mais importante, porque eu tenho o suficiente para ter uma vida boa”, prosseguiu ele.

Conversas nos bastidores afirmam que o empresário de Felipe Massa, Nicolas Todt, fez consultas com a Renault sobre uma vaga em potencial na equipe da fábrica francesa. “Eu estou falando não apenas em outros lugares, mas também aqui na Williams, porque eles sabem do meu trabalho”, comentou Massa.

“A melhoria da Williams nos últimos anos tem muito do meu trabalho lá. E em um ano de mudanças nas regras, sem dúvida, a minha experiência se torna ainda mais importante”, acrescentou ele.