F1 pode descartar limite de combustível em 2019

A Fórmula 1 pode estar prestes a terminar com a “economia de combustível”. Atualmente vivendo na era híbrida, o esporte se acostumou a usar a tática de limites de custos, e em obter a sua carga de combustível limitada desde o início da corrida até bandeira quadriculada.

Mas segundo informa a publicação alemã “Auto Motor and Sport”, na próxima reunião do grupo de estratégia da F1, prevista para acontecer amanhã, 17 de abril, uma proposta para o limite de combustível será discutida.

Na mesa de debate, um aumento no limite de combustível pode estar na pauta dos chefes de equipe da Fórmula 1. Segundo um engenheiro, responsável pelo assunto dentro do time da Mercedes, este limite “está muito baixo”. Bob Bell, chefe técnico da Renault, ainda acrescentou sobre o assunto: “Sim, ainda temos tempo para concordar (com o aumento do limite) para o próximo ano”, disse o responsável técnico da Renault.