Equipes discordam a respeito do sistema de suspensão

A FIA terá que dar uma decisão sobre a legalidade de sistemas de suspensão específicos usados por várias equipes antes do teste de pré-temporada começar em 27 de fevereiro.

O debate foi desencadeado depois que a Ferrari indagou em uma carta enviada ao diretor de corrida da Fórmula 1, Charlie Whiting, sobre o conceito de uma suspensão pré-carregada que reproduz o banido sistema FRIC (Front and Rear Inter Connected) projetado pela Mercedes.

Se a Ferrari enviou a carta buscando esclarecimentos genuínos ou se foi uma manobra para denunciar o conceito usado por outras equipes, não se tem certeza.

A resposta inicial de Whiting foi considerar que o sistema de suspensão, como descrito pela Ferrari, provavelmente violaria os regulamentos técnicos da F1.

Aparentemente, no entanto, o assunto foi discutido longamente na semana passada, em uma reunião de diretores técnicos com a FIA, mas sem qualquer entendimento claro entre as equipes sobre o que poderia ser especificamente permitido ou não.

Considerando que é importante esclarecer o assunto antes do início da temporada, a FIA informou as equipes que uma nova diretriz técnica será emitida antes da pré-temporada começar em 27 de fevereiro.

Se a FIA deixar de fornecer uma orientação clara sobre o assunto, ou se as opiniões divergirem entre as equipes, tudo poderia se resumir a um confronto e protesto na véspera do GP da Austrália, com uma decisão final para os comissários do evento.