Em treino caótico, Rosberg se aproveita e larga na frente

Hamilton não conseguiu melhorar sua volta, e vê seu companheiro ficar com a pole, em uma sessão marcada por um Q1 de longa duração.

Nico Rosberg vai largar na frente no GP da Hungria. Em um treino caótio no Q1, o piloto se aproveitou que Hamilton não conseguiu melhorar o tempo, por conta de uma rodada de Alonso. Ricciardo larga na terceira colocação.

Felipe Massa acabou batendo no final do Q1 e vai largar no final do grid.

Com muita chuva, a sessão atrasou seu início em 20 minutos, quando os carros foram para a pista, a previsão do tempo avisava que vinha mais chuva forte em até 10 minutos, logo, todos foram para a pista tentar registrar o máximo número de voltas.

E logo ela veio, cinco minutos depois a chuva voltou a cair forte, enquanto os líderes eram Perez e Hulkenberg. Rosberg e Hamilton ficaram no fim do grid. Felipe Nasr registrou o quarto melhor tempo, enquanto Massa era o 11º. A sessão foi interrompida com bandeira vermelha, faltando 13 minutos para o final do Q1.

Cerca de 15 minutos depois, a sessão foi reiniciada. Marcus Ericsson, porém abusou um pouco da sorte e foi parar na barreira de proteção de pneus, provocando outra bandeira vermelha.

10 minutos depois os carros voltaram para a pista para os nove minutos finais do Q1. E alguns pilotos já foram para a pista com pneus intermediários. Hamilton, ainda de pneus de chuva, deu uma escapada na caixa de brita, mas retornou aos boxes.

Já Felipe Massa não teve a mesma sorte, acabou batendo no muro, dando adeus ao treino e ocasionando outra bandeira vermelha. Neste momento, Felipe Nasr liderava o treino.

Mas quando o treino foi reiniciado, todos já estavam de pneus intermediários e o sol já aparecia na pista. Rosberg e Hamilton assumia a liderança até o momento que Rio Haryanto também batia, provocando outra bandeira vermelha, porém, como faltava apenas um minuto para o fim, a sessão não foi reinicidada.

Com isso os eliminados da sessão foram: Palmer, Massa, Magnussen, Ericsson, Wehrlein e Haryanto.
Felipe Nasr, acabou o maior Q1 da história da F1, na nona colocação, avançando para o Q2.

No Q2, a pista já tinha até um trilho seco, porém ainda não o suficiente para colocar os pneus slicks. Hamilton já fez o tempo mais rápido, seguido por Rosberg e Grosjean. Pouco depois, Ricciardo fez a volta mais rápida.

Na parte final do treino, Hamilton já fez o tempo mais rápido, enquanto Bottas já colocava os pneus supermacios. O finlandês fez o primeiro tempo, colocando quase um segundo em Hamilton.

Alonso superou Bottas, e vários foram melhorando por conta dos slicks. Hamilton e Rosberg não conseguiram superar o tempo do espanhol.

No último minuto, Verstappen fez o melhor tempo do Q2, seguido por Rosberg, Ricciardo e Alonso. Hamilton foi o décimo e por pouco não fica para fora da última parte do treino.

Os eliminados do Q2 foram: Grosjean, Kvyat, Perez, Raikkonen, Gutierrez e Nasr.

Já no Q3, com condições naturais e com a pista bem mais seca. As Mercedes voltaram a reinar Hamilton marcou a melhor volta na primeira tentativa, seguido por Rosberg, Ricciardo e Verstappen.

Na segunda tentativa, Alonso acabou rodando, impedindo com que Hamilton melhorasse a volta, com isso Rosberg conseguiu a pole position. Ricciardo foi o terceiro.

Confira o grid de largada para o GP da Hungria:
1 – Nico Rosberg – Mercedes – 1:19.965
2 – Lewis Hamilton – Mercedes – +0.143s
3 – Daniel Ricciardo – Red Bull/Tag Heuer – +0.315s
4 – Max Verstappen – Red Bull/Tag Heuer – +0.592s
5 – Sebastian Vettel – Ferrari – +0.909s
6 – Carlos Sainz Jr. – Toro Rosso/Ferrari – +1.166s
7 – Fernando Alonso – McLaren/Honda – +1.246s
8 – Jenson Button – McLaren/Honda – +1.632s
9 – Nico Hulkenberg – Force India/Mercedes – +1.858s
10 – Valtteri Bottas – Williams/Mercedes – +2.217s
11 – Romain Grosjean – Haas/Ferrari – +4.976s
12 – Daniil Kvyat – Toro Rosso/Ferrari – +5.336s
13 – Sérgio Perez – Force India/Mercedes – +5.451s
14 – Kimi Raikkonen – Ferrari – +5.570s
15 – Esteban Gutierrez – Haas/Ferrari – +6.224s
16 – Felipe Nasr – Sauber/Ferrari – +7.098s
17 – Jolyon Palmer – Renault – +24.000s
18 – Felipe Massa – Williams/Mercedes – +24.034s
19 – Kevin Magnussen – Renault – +24.578s
20 – Marcus Ericsson – Sauber/Ferrari – +27.019s
21 – Pascal Wehrlein – Manor/Mercedes – +27.378s
22 – Rio Haryanto – Manor/Mercedes – +30.224s

  • Oliver Saul

    Mais do Mesmo!
    Como a F1 está entediante acho que não só pra nós brasileiros!
    Hamilton, Nico, Nico, Hamilton, bla,bla,bla …
    Deveriam ser 3 ou 4 campeonatos em um só. Ou melhor 4 categorias e uma só corrida.
    Muito chato.
    Muito chato.
    Massa a cada corrida uma imensa surpresa desagradável!
    Vai ser ruim assim ! É impressionante!
    Penso até que pra ficar legal os carro deveriam ser sorteados.
    Ai se deferenciariam os tops dos bagaceiras!

    Moto 3, Moto 2 e Moto GP na cabeça. Muito mais show ! Apesar dos monopólios de Marquez, Lourenço e Rossi, nem tanto.

    É minha opinião é que cada um tenha a sua, mesmo a de me criticar!