Em crise, Sauber atrasa salário dos funcionários

A Sauber está iniciando outra temporada da Fórmula 1 sob uma crise financeira. No ano passado, a saga de Giedo van der Garde quase provocou o colapso da equipe.

Agora, o jornal suíço ‘Blick’ relatou que a Sauber atrasou os salários de seus mais de 300 funcionários da fábrica em Hinwil.

“Sim, é verdade”, declarou a chefe e co-proprietária Monisha Kaltenborn. “Parte dos salários de fevereiro ainda estão atrasados, o que eu realmente lamento”.

“Este é o período mais intensivo da temporada em termos de custos. E houve problemas técnicos com a transferência de uma grande quantia de patrocínio do exterior”.

Kaltenborn disse aos seus funcionários: “Vamos controlar os problemas atuais e sair desta situação infeliz em breve. Continuaremos lutando, como fizemos nos últimos anos”.