Depois de acidente em Cingapura, motor de Alonso poderá ser reutilizado

A Honda revelou que o motor de Fernando Alonso poderá ser reutilizado na Malásia, apesar dos temores iniciais por ter sido danificado pela colisão em Cingapura.

Alonso fez uma brilhante largada no GP de Cingapura antes de entrar em confronto com Kimi Raikkonen e Max Verstappen.

Embora Alonso tenha podido continuar após o acidente, o dano ao seu carro foi severo e um buraco no escape e falhas eletrônicas o forçaram a abandonar.

Após a corrida, a Honda estava preocupada com o impacto inicial e a subsequente corrida colocaram muito stress na unidade de potência.

A Honda estava preocupada de que teria de trocar um conjunto de componentes – o que teria levaria à penalidades de grid.

Falando antes do GP da Malásia, o chefe da Honda, Yusuke Hasegawa, disse que o motor estava apto para uso posterior após um exame na base do fabricante japonês.

“Estávamos preocupados com o fato de que poderia estar irremediavelmente danificado, mas, felizmente, depois de uma verificação completa na fábrica de Sakura, podemos confirmar que está pronto para ser reutilizado”, explicou Hasegawa.