Definição de regras para 2017 fica para fim deste mês

Chefes técnicos da Fórmula 1 terão uma outra reunião no próximo mês para finalizar as regras de 2017, após discussões inconclusivas nesta sexta-feira (29/01). Representantes de todas as 11 equipes se reuniram em Heathrow com o diretor-técnico da FIA, Charlie Whiting, para novamente avaliar diversas áreas em questão.

Uma fonte sugeriu antes da reunião que “as coisas vão ficar mais confusas antes de melhorar”. Outra revelou agora que, apesar de progresso ter sido feito até certo ponto, “algumas questões permanecem pendentes”.

O encontro em fevereiro será outra oportunidade para as pessoas envolvidas encontrarem soluções para os problemas. Entende-se que essas negociações acontecerão pouco antes de novas reuniões do Grupo de Estratégia e da Comissão da F1 em Genebra, em 23 de fevereiro.

Será a última chance para os chefes técnicos chegarem a um acordo sobre o caminho a se seguir antes do prazo final que é 1º de março. Após essa data, qualquer alteração de regulamento exige unanimidade.

O principal tópico de sexta-feira foi o aumento previsto no downforce dos carros, junto com uma proteção para o cockpit com a preferência da FIA pelo projeto em forma de “halo”, desenhado pela Mercedes. Outro ponto foi a redução nos preços dos motores para as equipes clientes em 2018, baixando dos atuais 20/25 milhões de euros ao ano para 12 milhões.

Além disso, a partir daquele ano, cada carro só poderá usar três caixas de câmbio por temporada, enquanto para 2017 o peso dos carros deverá aumentar dado o aumento na largura dos pneus e das rodas.