De ponta a ponta, Hamilton é “incontestável” na França para reassumir a liderança do Mundial

Lewis Hamilton, piloto da Mercedes, completou seu domínio absoluto no retorno da Fórmula 1 ao Circuito de Paul Ricard vencendo incontestavelmente, e de ponta a ponta, o Grande Prêmio da França. Max Verstappen (Red Bull) foi o segundo e Kimi Raikkonen (Ferrari) completou o pódio.

Logo após a largada, na Curva 1, Sebastian Vettel (Ferrari) acertou a traseira de Valtteri Bottas (Mercedes), furando o pneu do finlandês e quebrando a asa dianteiro do piloto da Ferrari, que acabou recebendo uma punição de cinco segundos pelos incidente. O Safety Car foi acionado.

Após a “confusa” largada do GP francês, os donos da casa Esteban Ocon (Force India) e Pierre Gasly (Toro Rosso) ficaram pelo caminho após poucas curvas. Ocon seguia à frente de Gasly, mas com um mergulho estranho do piloto da Force India e uma travada de freios de Gasly, o toque acabou danificando consideravelmente ambos os carros que abandonaram a corrida.

O favorecido com toda movimentação pós-largada foi o piloto da Renault Carlos Sainz. Enquanto grande parte do grid seguia por caminhos alternativos depois do incidente entre Vettel e Bottas, Sainz manteve-se no traçado para assumir a terceira posição. Charles Leclerc assumia a sexta posição passando ileso pela confusão.

Apesar do bom começo de Sainz e Leclerc, um problema de potência em sua Renault no final e a falta de ritmo de sua Sauber, respectivamente, garantiram a P8 e a P10 para a dupla.

Vettel, que foi escolhido pelos fãs como o “piloto do dia”, fez uma excelente corrida de recuperação partindo das últimas posições e após a relargada na volta 6, na volta 12 já ultrapassava Nico Hulkenberg (Renault) para entrar na zona de pontuação. Ele chegou a ser o quarto colocado durante as paradas nos boxes mas acabou na quinta posição.

Kimi Raikkonen também foi um dos destaques do grid após garantir a última posição do pódio ultrapassando a Red Bull de Daniel Ricciardo com menos de 10 voltas para o final. O finlandês teve uma largada complicada pelos incidentes à sua frente, mas recuperou-se para a terceira posição deixando Ricciardo fora do pódio na P4.

A Haas teve uma excelente atuação com sua dupla de pilotos, já que Kevin Magnussen resistiu aos ataques finais de Bottas para terminar na sexta posição, com o piloto da Mercedes logo atrás. O companheiro de Magnussen, Romain Grosjean, terminou em 11º após receber uma punição de cinco segundos por um toque durante a largada.

No fim da corrida, com duas voltas para o final, Lance Stroll teve um pneu furado que acabou danificando sua asa dianteira o deixando nas barreiras de proteção. Com o acidente o Safety Car Virtual foi ativado nas voltas finais.

O VSC (Virtual Safety Car) foi desativado então na última volta, apenas para que Hamilton cruzasse a linha de chegada na liderança, reassumindo a liderança do Mundial de Fórmula 1 de 2018.

O GP da França foi a primeira de uma rodada tripla inédita da Fórmula 1, que agora segue para o “Red Bull Ring”, circuito onde no próximo final de semana acontece o Grande Prêmio da Áustria de F1.

A F1Mania estará AO VIVO e em TEMPO REAL para todas as atividades da Fórmula 1 na Áustria.

 

Grande Prêmio da França de F1 – Resultado Final:

1) Lewis Hamilton (Mercedes)
2) Max Verstappen (Red Bull/TAG Heuer)
3) Kimi Räikkönen (Ferrari)
4) Daniel Ricciardo (Red Bull/TAG Heuer)
5) Sebastian Vettel (Ferrari)
6) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari)
7) Valtteri Bottas (Mercedes)
8) Carlos Sainz (Renault)
9) Nico Hülkenberg (Renault)
10) Charles Leclerc (Sauber/Ferrari)
11) Romain Grosjean (Haas/Ferrari)
12) S.Vandoorne (McLaren/Renault)
13) Marcus Ericsson (Sauber/Ferrari)
14) Brendon Hartley (Toro Rosso/Honda)
15) Sergey Sirotkin (Williams/Mercedes)
16) Fernando Alonso (McLaren/Renault)
17) Lance Stroll (Williams/Mercedes)
OUT) Sergio Pérez (Force India/Mercedes)
OUT) Esteban Ocon (Force India/Mercedes)
OUT) Pierre Gasly (Toro Rosso/Honda)