De ponta a ponta e com dobradinha da Mercedes, Hamilton vence o “morno” GP da Espanha

Lewis Hamilton largou na pole postion para vencer tranquilamente o Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1. O inglês terminou mais de 20 segundos à frente de seu companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas, em uma corrida tranquila, sem muitos acontecimentos em Barcelona.

Max Verstappen terminou em terceiro para a Red Bull à frente de Sebastian Vettel (Ferrari) e Daniel Ricciardo (Red Bull) na quinta posição. Kevin Magnussen, da Haas, terminou na P6 mais com uma volta atrás de Hamilton com os cinco primeiros separados por mais de 20 segundos entre cada um.

Hamilton e Bottas (Mercedes) - Espanha
Foto: AFP PHOTO / LLUIS GENE

O GP da Espanha começou movimentada depois que Romain Grosjean (Haas) acabou com a corrida de Nico Hulkenberg (Renault) e Pierre Gasly (Toro Rosso) logo após a largada. Grosjean escapou para a brita mas manteve a aceleração do carro e acabou invadindo a Curva 3, em uma manobra de total irresponsabilidade do francês. Ele atingiu fortemente Hulkenberg do outro lado da pista e Gasly não teve tempo de evitá-lo. Os comissários avisaram que o “incidente será investigado após a corrida”.

Na frente, Hamilton abria grande vantagem para os rivais. Vettel, que fez uma ótima largada e ganhou a P2 de Bottas na Curva 1, já andava seis segundos atrás do inglês na Volta 10. Bottas seguia de perto o piloto da Ferrari.

Na Volta 18, a Ferrari antecipou a parada de Vettel já que Hamilton seguia abrindo vantagem. A estratégia da Ferrari mostrou-se errada no fim da corrida, já que o alemão precisou parar novamente na volta 43, voltando atrás de Bottas e Verstappen apenas na quarta posição.

Sebastian Vettel (Ferrari) - GP da Espanha
Foto: AFP PHOTO / PIERRE-PHILIPPE MARCOU

O companheiro de equipe de Vettel, Kimi Raikkonen, era sexto colocado na volta 26 quando teve problemas em sua SF71H. Ele lentamente dirigiu-se aos boxes e abandonou a corrida.

Na volta 41, quando Esteban Ocon teve problemas com o motor Mercedes de sua Force India e parou entre as curvas 4 e 5 e o Safety Car Virtual foi ativado. Na relargada, Verstappen atingiu a traseira da Williams de Sergey Sirotkin, danificando a asa dianteira de sua Red Bull. Apesar do dano aparente, o holandês manteve-se na pista e terminou em terceiro.

Daniel Ricciardo teve um desempenho realmente impressionante nas voltas finais do GP da Espanha. Na quinta posição e mais de 20 segundos atrás de Vettel, ele cravou três recordes consecutivos do circuito espanhol. Primeiro 1:19.147 na volta 51 para alguns giros depois, na 57, cravar 1:19.093. O australiano já garantia o novo recorde oficial da pista quando faltando três voltas para o fim ele abaixou para 1:18.441s.

Daniel Ricciardo (Red Bull) - GP da Espanha
Foto: AFP PHOTO / LLUIS GENE

Apesar do novo erro de Grosjean, que custou pontos importantes para a Haas no campeonato, a equipe americana destacou-se no pelotão intermediário com Magnussen na P7.

Os compatriotas “donos da casa”, Carlos Sainz (Renault) e Fernando Alonso, terminaram na sétima e oitava posição, respectivamente, os únicos de suas equipes que terminaram o GP já que Stoffel Vandoorne, companheiro de Alonso na McLaren, teve problemas com sua MCL33 faltando pouco mais de 15 voltas para o fim da corrida.

Com uma corrida realmente monótona na Espanha, sem muitas disputas entre os pilotos, nos estágios finais da corrida o destaque foi a briga pela nona posição. Sergio Perez (Force India) estava atrás de Charles Leclerc (Sauber) e pressionava o estreante da Sauber. O jovem monegasco ainda se defendeu algumas vezes antes de ser superado pelo mexicano. Perez e Leclerc terminaram fecharam os dez melhores em Barcelona.

Charles Leclerc (Sauber) - GP da Espanha
Foto: Divulgação / Sauber

A Fórmula 1 volta no final de semana do dia 27 de maio, com o Grande Prêmio de Mônaco. A F1Mania estará AO VIVO e em TEMPO REAL com todas as atividades da F1 no lendário principado.

 

Confira o resultado do GP da Espanha, em Barcelona:

1) #44 Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
2) #77 Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)
3) #33 Max Verstappen (HOL/Red Bull-TAG Heuer)
4) #5 Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)
5) #3 Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-TAG Heuer)
6) #20 Kevin Magnussen (DIN/Haas-Ferrari)
7) #55 Carlos Sainz (ESP/Renault)
8) #14 Fernando Alonso (ESP/McLaren-Renault)
9) #11 Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes)
10) #16 Charles Leclerc (MON/Sauber-Ferrari)
11) #18 Lance Stroll (CAN/Williams-Mercedes)
12) #28 Brendon Hartley (NZL/Toro Rosso-Honda)
13) #9 Marcus Ericsson (SUE/Sauber-Ferrari)
14) #35 Sergey Sirotkin (RUS/Williams-Mercedes)
OUT) #2 Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren-Renault)
OUT) #31 Esteban Ocon (FRA/Force India-Mercedes)
OUT) #7 Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari)
OUT) #10 Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso-Honda)
OUT) #8 Romain Grosjean (FRA/Haas-Ferrari)
OUT) #27 Nico Hülkenberg (ALE/Renault)