Comissários liberam Hulkenberg depois de incidente com Hamilton

Nico Hulkenberg, da Renault, foi liberado pelos comissários depois de ter atrapalhado Lewis Hamilton, da Mercedes, durante o segundo treino livre para o GP do Bahrain.

Hulkenberg foi chamado pelos comissários por “alegada direção perigosa e impedir o carro 44 na Curva 9” durante a segunda sessão em Sakhir, enquanto o britânico estava em uma simulação de treino classificatório nos pneus supermacios.

Hamilton teve que abortar sua volta rápida e criticou Hulkenberg pelo rádio, mas, tendo ouvido os pilotos, representantes das equipes, e analisado imagens, o alemão foi liberado.

“Hamilton estava numa volta rápida, Hulkenberg em uma volta de desaceleração e estava ciente da aproximação do carro”, lê-se no relatório dos comissários.

“Hulkenberg foi para a esquerda ao aproximar-se da curva, mas por conta das linhas diferentes tomadas pelos pilotos, eles atingiram o mesmo ponto no traçado.

“Levando os pontos feitos pelos pilotos em consideração e incidentes anteriores deste tipo, os comissários decidiram que não era necessária nenhuma ação”.

Hamilton terminou a sessão na quinta posição, com Hulkenberg em sexto.