Com problemas cambiais, Force India tem prejuízo maior em 2016

A equipe Force India de Fórmula 1 teve uma renda bruta maior em 2016, mas aumentou o prejuízo comparado ao ano anterior – principalmente por problemas cambiais.

As contas recentemente emitidas para o ano de 2016 mostram que a equipe gerou um receita bruta de £ 77,1 milhões, contra £ 64,2 milhões de 2015. Mas o prejuízo aumentou de £ 6,8m para £ 11,6 milhões.

A Force India diz que o o fator principal dessa alteração foi devido a “um aumento de £ 5,7 milhões nas contas devido a flutuações cambiais com os fornecedores/ credores relacionados com o Euro e o Dólar Americano durante o ano”.

As contas também revelam que a equipe recebeu um pagamento de US$ 15 milhões da Diageo, proprietária da Johnnie Walker, que estava “sob um acordo negociado em conexão com o acordo do Dr. Vijay Mallya com a Diageo”.

A Diageo adquiriu uma participação no controle do antigo negócio da Mallya United Spirits e substituiu a marca Smirnoff por Johnnie Walker na Force India este ano.

Mas o desempenho financeiro da Force India parece que foi melhor em 2017 e deve ser ainda melhor em 2018, já que terminou em quarto lugar no campeonato de construtores da temporada passada e o aumento dos pagamentos da organização da F1 ocorrem no ano seguinte.

A equipe também está atualmente segurando um ótimo quarto lugar no campeonato de 2017.

Além disso, conseguiu um contrato de patrocínio considerável com a BWT, pouco antes do início da temporada de 2017, enquanto emprega o protegido da Mercedes Esteban Ocon por pelo menos duas temporadas traduzindo que a equipe mantém uma boa relação comercial com seu fornecedor de motor e caixa de câmbio.