Com crescente de Red Bull e McLaren, Ferrari caminha para “crise”

A Ferrari está “caminhando para uma crise” que tradicionalmente é “difícil de sair”.

Essa é a visão do ex-engenheiro da Ferrari, Toni Cuquerella, ao avaliar o recente fracasso de Sebastian Vettel em desafiar o título de 2017.

“A Ferrari foi muito mais competitiva do que nos anos anteriores”, escreveu o ‘El Paris’.

“A Ferrari teve um carro melhor do que Mercedes em cinco dos 18 Grandes Prêmios”, acrescentou Cuquerella.

“Foi um bom ano e eles deveriam estar felizes. Mas, como sempre, na Ferrari, duas corridas com resultados ruins significam o início de uma crise.

“E a Mercedes soube se aproveitar muito bem disso”, disse ele.

Cuquerella acredita que o desafio da Ferrari agora é “escapar da crise” por trás disso e sair com um pacote forte desde o começo de 2018.

No entanto, “a Ferrari luta para sair de suas crises”, disse o espanhol. “Enquanto isso, outros como Red Bull e McLaren podem chegar a esse nível no próximo ano.

“Este ano, a equipe mais rápida e o piloto mais rápido ganharam, mas a tendência indica que esse domínio não necessariamente continuará.

“O próximo título pode ser conquistado por uma equipe que não obrigatoriamente tenha o melhor carro”, finalizou.