Com 21 corridas, Conselho Mundial do Automobilismo apresenta calendário 2018 da Fórmula 1

O calendário 2018 da Fórmula 1 foi finalizado com 21 corridas, após a reunião de quarta-feira do Conselho Mundial de Automobilismo da FIA em Paris.

A lista inicial foi revelada em junho, mas um ajuste foi feito na versão final, com as etapas da China e Bahrain trocadas, garantindo que o esporte vá primeiro para Sakhir, seguido de Xangai.

A mudança foi confirmada pelo CEO da Fórmula 1, Chase Carey, em setembro, após a renovação do acordo com a China, mas agora foi oficialmente ratificado na sequência da reunião do WMSC (Conselho Mundial do Esporte a Motor) na quarta-feira.

A temporada vai ser aberta na Austrália no final de março e concluída em Abu Dhabi no último final de semana de novembro.

A F1 retornará para a França, enquanto a corrida na Malásia não irá mais acontecer.

A etapa de Austin em outubro continua sujeita à aprovação.

 

Calendário F1 2018:

25 de março – Austrália (Melbourne)
8 de abril – Bahrain (Sakhir)
15 de abril – China (Shanghai)
29 de abril – Azerbaijão (Baku)
13 de maio – Espanha (Barcelona)
27 de maio – Monaco (Monte Carlo)
10 de junho – Canadá (Montreal)
24 de junho – França (Le Castellet)
1 de julho – Áustria (Spielberg)
8 de julho – Grã-Bretanha (Silverstone)
22 de julho – Alemanha (Hockenheim)
29 de julho – Hungria (Budapeste)
26 de agosto – Bélgica (Spa-Francorchamps)
2 de setembro – Itália (Monza)
16 de setembro – Cingapura (Marina Bay)
30 de setembro – Rússia (Sochi)
7 de outubro – Japão (Suzuka)
21 de outubro – EUA (Austin)
28 de outubro – México (Cidade do México)
11 de novembro – Brasil (São Paulo)
25 de novembro – Abu Dhabi (Yas Marina)