Claire Williams dá voto de confiança ao novo treino classificatório

Claire Williams pede uma chance para o novo formato de definição do grid da Fórmula 1. Há muita gente contra o novo sistema, que irá eliminar pilotos a cada 90 segundos, mas a vice-chefe da Williams pede que o julgamento seja reservado para depois do GP da Austrália.

“Vamos esperar e ver”, disse ela ao site da revista ‘Autosport’. “É muito cedo para julgar. Eu gostaria de chegar a Melbourne e ver como funciona, então vamos comentar sobre isso. Se não funcionar, tudo bem. Nós tentamos. Tudo o que estamos tentando fazer é tornar o esporte mais emocionante, que é o que todos querem”.

Quando perguntada se é uma preocupação o fato da maioria dos pilotos não ser a favor, Claire respondeu: “Sim, porque são eles que estão correndo. Você faz um novo regulamento e espera que as pessoas olhem para ele de forma positiva. Mas nós vemos pessoas na F1 com foco no negativo ao invés de esperar para criticar”.

Claire Williams estava entre as pessoas que votaram pelo novo sistema em reunião do Grupo de Estratégia no mês passado, antes da aprovação pela Comissão da F1. Um atraso inicial na elaboração do software já foi contornado. Sugeriu-se que o Q3 poderia permanecer como está e que as eliminatórias ocorressem apenas no Q1 e Q2, mas isso já foi descartado.

“Não tem sido fácil, mas é a F1. Ficará mais emocionante para todos. Mas não era um caso de ‘nós pensamos que o conceito não é bom, assim vamos reconsiderar’. Era de ‘nós vamos ter que descobrir se podemos implementá-lo a tempo para Melbourne’”, concluiu a dirigente.