Cinco pilotos mantém suas posições apesar de voltas acima dos 107%

Cinco pilotos receberam permissão para manter suas posições no grid devido a “circunstâncias excepcionais” depois de uma longa investigação dos comissários no GP da Hungria.

Daniel Ricciardo, Max Verstappen, Nico Hulkenberg, Valtteri Bottas e Sergio Perez todos progrediram do caótico Q1 apesar de não terem registrado uma volta dentro dos 107% do melhor tempo, cravado por Nico Rosberg.

Se um piloto não crava um tempo dentro dos 107% da melhor marca no Q1, cabe aos comissários decidir se eles têm permissão para correr.

Por conta disto, foi considerado se aqueles que não tivessem cravado um tempo dentro dos 107% no Q1 deveriam ser rebaixados para o fim do grid, já que eles tecnicamente não se classificaram para a corrida.

Depois de muitas horas de deliberação, a FIA concluiu que devido a “circunstâncias excepcionais”, o grid permanece em sua ordem atual.