Calendário 2019 da F1 aguarda definições sobre “problemas” em Miami

A Liberty Media está aguardando o progresso das decisões em Miami, antes de finalizar o calendário de 2019 da Fórmula 1.

Até o momento, surgiram sete corridas iniciais do calendário do próximo ano – todas as corridas entre março e junho – sendo fixadas: Austrália, Bahrein, China, Azerbaijão, Espanha, Mônaco e Canadá. E como de costume, o final da temporada ocorre em Abu Dhabi.

“O resto do calendário depende se o grande prêmio planejado acontecerá em Miami”, relatou informações da publicação alemã ‘Auto Motor und Sport’.

Há vários problemas com os planos da Liberty em Miami, mas o mais recente aponta que um contrato não foi assinado até 1 de julho, prazo estabelecido pela administração da cidade americana.

“No momento um contrato não foi finalizado”, disse Stephanie Severino, do escritório de comunicação de Miami, ao jornalista da ‘Forbes’, Christian Sylt.

Se os problemas de Miami puderem ser superados, parece provável que a data de uma corrida em outubro esteja no calendário de 2019, que mais uma vez, provavelmente, contará com 21 grandes prêmios.

“A conversa em torno de 22 a 23 corridas, eu acho, está de fora por alguns anos”, disse o chefe da McLaren, Zak Brown.

“Mas se você colocar mais duas ou três corridas no calendário – uma Miami, uma Nova York, outra na Ásia, alguns grandes mercados – é muito atraente comercialmente para nossos parceiros”, acrescentou Brown, sobre uma avaliação do calendário.