Azerbaijão quer rever contrato com a F1: “Condições atuais são inaceitáveis”

O governo do Azerbaijão não confirmou que vai estender o contrato com a Fórmula 1.

Baku hospedou sua primeira corrida nas ruas históricas da cidade em 2016, com o contrato sendo negociado com o “ex-chefão” da F1 Bernie Ecclestone.

Agora, o Ministro dos Esportes, Azad Rahimov, quer iniciar novas discussões com a Liberty Media após a corrida da temporada 2018 em abril.

“Dentro de três meses após o grande prêmio, devemos dar uma resposta à liderança da Fórmula 1 sobre se vamos estender o contrato por mais cinco anos até 2025”, disse ele à agência de notícias ‘Tass’.

“Todo mundo entende que o contrato que temos agora é inaceitável.

“Penso que os novos chefes da Fórmula 1 também sabem disso”, acrescentou Rahimov.

“Estamos falando de uma série de condições comerciais, direitos de patrocínio e o preço que pagamos”, continuou ele.

“Mas acho que nós mesmos e os líderes da F1 têm o desejo de continuar com a corrida aqui”.