Aston Martin na F1: Custos e maior entretenimento serão decisivos

O presidente executivo da Aston Martin, Andy Palmer, está em negociações para desempenhar uma possível parceria com a Red Bull na próxima temporada, mas dois fatores importantes irão determinar se eles se juntam como fornecedores de motores.

O regulamento de motor para a temporada de 2021 está sendo construído com a expectativa de atrair novos fabricantes para a Fórmula 1.

A Aston Martin está potencialmente interessada e procura aumentar seu envolvimento com os parceiros da Red Bull na próxima temporada.

Para se juntarem como fornecedores de motores, no entanto, Palmer quer ver os custos mais baixos e um esporte que oferece mais entretenimento.

“Eu estou negociando nosso papel no esporte para o ano que vem, mas é um pouco baseado em como os regulamentos dos motores de 2021 irão parecer”, disse Palmer ao Martin Brundle, da ‘Sky F1’, em sua passagem por Cingapura.

“Se pudermos obter mais atenção ao esporte, e se pudermos reduzir o custo do motor, a Aston pode estar interessada em produzir um motor diferente.

“E com esse motor independente, temos um destino em mente, faria sentido para nós aumentar nossa participação, mesmo no próximo ano.

“Espero que possamos saber (sobre os novos regulamentos) até o final do ano”, disse Palmer.