Alonso volta a reclamar da falta de velocidade da McLaren

Um decepcionado Fernando Alonso sente que a McLaren simplesmente não tinha o ritmo para lutar pelos pontos no GP da China.

Mirando se classificar entre o Top 10, a McLaren teve que se contentar com 11º e 12º no grid após uma bandeira vermelha abortar a classificação.

Apesar do caos no início da corrida, a McLaren não conseguiu segurar nenhuma posição que ganharam na largada, terminando em 12º e 13º na bandeira quadriculada.

“Nós não tínhamos o ritmo hoje para estar nos pontos. Foi uma pena. Temos de melhorar para a próxima rodada”, disse Alonso. “O carro de segurança não ajudou, mas mesmo depois dele não fomos rápidos o suficiente na corrida e precisamos entrar em detalhes sobre o que podemos melhorar”.

O resultado significa que a McLaren só marcou um ponto até agora em 2016, e que foi conquistado pelo piloto reserva Stoffel Vandoorne no Bahrain, onde substituiu Alonso.

No entanto, o espanhol ainda tira pontos positivos de Xangai.

“Nós disputamos com muitos carros hoje, provavelmente temos uma boa referência onde estão os pontos fortes de nosso carro e quais as deficiências que precisamos melhorar”, Alonso acrescentou.

“Foi uma corrida útil e meu primeiro stint longo para ser honesto: nos testes de inverno nunca demos 50 voltas e na Austrália tive o acidente e no Bahrain não participei”.