Alonso sobre McLaren: “O déficit de potência nas retas hoje foi incrível”

Fernando Alonso (McLaren) – 14º lugar
“Foi uma corrida frustrante. O déficit de potência e desempenho que tivemos nas retas de hoje foi incrível. Às vezes eu olhava nos espelhos no começo das retas e via outro carro 300, 400 metros atrás, então eu esquecia completamente sobre aquele carro e começava a mudar as configurações no volante e fazer minhas próprias coisas, então a próxima coisa que eu via quando freava era aquele carro ao meu lado. Estávamos perto dos pontos, mas isso não foi suficiente. Hoje nunca tivemos o ritmo que tínhamos na Austrália e China, e, no fim, tivemos um problema e decidimos abandonar. É frustrante. Quando as luzes vermelhas se apagam, você está motivado e começa a lutar, mas está tão atrasado que não há como defender sua posição. Você luta de uma maneira justa com todos, mas você não aproveita a batalha. Mas vamos continuar trabalhando duro, e esperamos melhorar no devido tempo.”

Stoffel Vandoorne (McLaren) – não largou
“É uma pena que nem sequer pudéssemos começar a corrida hoje. A equipe descobriu um problema de pressão de água no caminho para o grid. É decepcionante, obviamente, que viemos até aqui e não pudemos nem mesmo começar a corrida. Sabíamos desde o começo da temporada que a situação em que estávamos ia ser difícil. Eu tenho um relacionamento extremamente bom com a equipe, eu acredito que nós vamos resolver esses problemas, e estou confiante de que posso fazer um bom trabalho quando tudo se acertar. Estamos passando por um momento difícil – não é divertido para nós passar por isso – mas isso é o que é no momento, e hoje mostrou isso.”