Alonso nem largou na Rússia: “Frustrante, Fórmula 1 é minha vida”

Stoffel Vandoorne (McLaren) – 14º lugar
“Da minha parte, a 14ª posição foi praticamente o melhor resultado possível hoje. Eu tive uma largada decente, mas tive que evitar um acidente na primeira curva, o que significava que eu tinha uma penalidade de cinco segundos por perder as marcações na curva 2. No entanto, eu não acho que fez diferença para o resultado de hoje. Foi uma corrida bastante normal, corremos em nosso próprio ritmo, fiz o máximo possível e acho que 14º é um reflexo justo de onde estamos. Fernando não ser capaz de largar mostra que ainda há muito trabalho a fazer no lado da confiabilidade – já são duas corridas seguidas onde não largamos. Isso é uma pena, mas pelo menos chegamos ao fim – isso significou muito aprendizado para a equipe e muito aprendizado para mim. Mas, em termos de ritmo, ainda não somos suficientemente rápidos – isso é certo.”

Fernando Alonso (McLaren) – não largou
“É difícil, é frustrante – todos os fins de semana é a mesma coisa. A minha unidade de potência não tinha a potência habitual durante a volta de formação, por isso o meu engenheiro me disse para mudar algumas configurações no volante. Infelizmente, isso não funcionou e no final da volta o motor foi desligado. A minha corrida terminou antes de começar. Não poder participar na corrida de hoje e não ser capaz de terminar qualquer corrida até agora nesta temporada é extremamente duro. Mas a Fórmula 1 é a minha vida, por isso espero que possamos melhorar a situação em breve.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *