Alonso não está surpreso com ritmo da Haas “réplica da Ferrari”

Fernando Alonso afirma que o forte treino da equipe Haas de Fórmula 1 não é uma surpresa, porque estão trabalhando com uma “réplica da Ferrari” de 2017.

Romain Grosjean, da Haas, terminou o treino de sexta-feira em Melbourne, como o 6º mais rápido. Tempo meio segundo a frente da luta do “meio do grid” liderada pela McLaren de Alonso em 8º.

A Haas desfruta de uma parceria técnica com a Ferrari, desde que entrou na F1, depois que as regras sobre os componentes entre os times foram “aliviadas”. O chefe da equipe americana, Gunther Steiner, admitiu que utiliza muitos equipamentos da Ferrari como base.

Fernando Alonso, quando perguntado se estava surpreso com a Haas na Austrália, disse: “Não, na verdade. Eles têm uma réplica da Ferrari do ano passado e a Ferrari estava ganhando aqui [em 2017]”, disse o espanhol.

Ele acrescentou: “A Haas parece ser muito rápida e talvez esteja logo atrás das três melhores equipes e será difícil de bater, especialmente na primeira corrida e na primeira parte da temporada”, completou Alonso.

Carlos Sainz Jr, também deu sua opinião sobre o time americano: “Infelizmente, eles parecem estar a meio passo em frente do resto do meio do grid, mas esperamos que possamos recuperar logo” disse o piloto da Renault.

Vettel falou que era “um pouco cedo demais” para dizer se foi surpreendido pela Haas. Já Ricciardo estava mais do que convencido, de que a equipe estava dando um indicador real de desempenho.

O piloto francês da Haas, Romain Grosjean, marcou (1m24.648s) no TL2, e ficou mais perto da Ferrari de Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel, em relação ao restante do grid.